Usando a Língua para Promover Vida (PARTE 4)

Usando a Língua para Produzir Vida IV

 

     Glórias e ações de graças ao Senhor Deus Todo Poderoso pelo inicio de um novo ano. Orando ao Deus dos céus e louvando ao Seu nome com o Grupo Adoração iniciamos o primeiro culto de SÃ DOUTRINA BÍBLICA, no templo sede, nesta quinta, 4 de janeiro de 2018. Ética Ministerial é o tema que estamos estudando dentro do tema geral de LIDERANÇA SERVIDORA, UNIFORME E EXEMPLAR.

     E nesta ocasião, nosso pastor leu Pv. 18.21 e Hb. 13.15, fundamentando sua mensagem ao tema “USANDO A LÍNGUA PARA PRODUZIR VIDA”. Fazendo uma recapitulação do uso da língua nosso pastor nos ensinou sobre o poder da comunicação. A sociedade gira em torno da comunicação, fomos alertados do fato que temos uma porta de saída que é a nossa boca, a nossa língua, e que essa porta de saída depende muito das portas de entradas. Pensamos numa ilustração ao uso da língua como um “cano de descarga”, onde nossa boca libera o que está no “motor” a nossa alma. Nossas palavras tem implicação espiritual. Uma das legalidades dada ao diabo é usando mal a língua, ao usá-la maleficamente o diabo entra na boca da pessoa linguaruda. Nos países orientais as crianças quanto mais falam, mais são chamadas a atenção. Por que são consideradas indisciplinadas.  No ocidente é “bonito”, a criança que fala muito, mas isso não é bom. Biblicamente isso não é bem visto. A Bíblia aconselha numa linguagem ‘animal’ a colocar “freio na língua”. Nos ensinou que é importante fazer perguntas antes de falar tais como: O que vou falar é verdadeiro,  bom, útil? Então eu falo, mas do contrário é melhor se calar. E só vai conseguir fazer isso quem tiver freio, mas para isso é preciso manutenção. Num longo declive as placas nos advertem, verifique os freios.  Não esquecendo que a Fofoca é o prato principal dos desocupados e insatisfeitos. ATENÇÃO! Uma pessoa que fala mal dos outros pra você falará mal de você pros outros. Devemos falar menos do que pensamos e nunca falar sem pensar. Precisamos nos conscientizar do poder da língua, pois o que fazemos pode ser anulado pelo que falamos, pode afetar diretamente a comunhão e impede a felicidade por uma língua sem freio, faz Deus lutar contra nós. Por isso precisamos ouvir bem, examinar tudo, não passar o que ouviu para os outros a menos que foi solicitado a fazer.

 

 

MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO da AD VACARIA.

 

bdt b02e center tsN normalcase show fwB|bdt b02e left|||||news c05 c10 tsN sbse fwR|normalcase uppercase sbse c10|b01 c05 bsd|news login normalcase uppercase sbse c10|normalcase tsN uppercase c10 sbse|normalcase uppercase sbse c10|content-inner||