Combatendo as Calúnias e as Difamações

Combatendo as Calúnias e as Difamações

 

Glória a Deus, mais uma quinta-feira de estudo da sã doutrina bíblica. Com as orações e os louvores pelo Grupo Adoração iniciamos um grandioso culto. Nosso pastor ministrou com base em Jeremias 9. 1-8, sobre o tema “Combatendo as Calunias, Acusações e as Difamações”.

Inicialmente temos que lembrar que a Bíblia nos mostra um dos nomes do nosso adversário que é “acusador”. Acusação é uma denúncia contra alguém, ela pode ser falsa ou verdadeira. No caso de ser falsa, se torna uma calunia. No Salmos 101.5, a Bíblia diz que Deus destruirá aqueles que falam mal pelas costas. Satanás quer e precisa de uma liderança difamada, e para isso ele usa a língua de alguém. As calunias tem forças espirituais, pois procedem de Satanás. Por que Satanás usa pessoas para caluniar? Ele quer sujar e envenenar os relacionamentos. Degradar a pessoa acusada, diminuir, oprimir. Usar a boca das pessoas para causar separação, nos casamentos, amizades e no ministério, para nós não usarmos nossa artilharia contra o Diabo e seus demônios, mas sim, contra nós mesmos. As pessoas difamam umas às outras por falta do ambiente de lealdade. O inimigo quer promover calunia para fazer com que as pessoas pensem que vão se dar bem. Mas estão com isso cavando a sua própria sepultura. O objetivo também é paralisar a vítima da acusação, para que esta pessoa entre em confusão e interrompa seu caminho de comunhão com Deus.  Isso promove mal-estar, perda do humor, perda de força. Também quer exercer domínio sobre as pessoas que ficam acuadas. Outro interesse é tornar as pessoas covardes diante das circunstancias. A liderança precisa ser forte e unida por que quando as acusações chegam minará principalmente aos que pregam a palavra. As calunias e as acusações servem para ser dita tantas vezes que as pessoas passem a acreditar.   O Diabo está recrutando pessoas para serem caluniadoras, e as características que ele precisa para usar são: amargas, ciumentas, invejosas rancorosas, ingratas, irreconciliáveis, mentirosas e mestras no engano.  Como Deus trata o caso? Não será admitida contra um homem somente uma testemunha, qualquer que seja o crime, falta ou delito. Só se tomará a coisa em consideração sobre o depoimento de duas ou três testemunhas. Depois de uma cuidadosa investigação feita pelos líderes, e se verificar que se trata de um falso testemunho, e que a testemunha fez contra o seu irmão uma falsa deposição, vós o tratareis como premeditara tratar o seu irmão. Assim, tirarás o mal do meio de ti, para que os outros, ao sabê-lo, tenham medo, e não ousem mais cometer semelhante falta no meio de ti. Dt 19. 15-21. Que Deus nos guarde do acusador, do caluniador, do difamador!  Com um grande clamor o culto foi encerrado!

 

MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO da AD VACARIA.

 

 

bdt b02e center tsN normalcase show fwB|bdt b02e left|||||news c05 c10 tsN sbse fwR|normalcase uppercase sbse c10|b01 c05 bsd|news login normalcase uppercase sbse c10|normalcase tsN uppercase c10 sbse|normalcase uppercase sbse c10|content-inner||